05
Mar
15

LODO NO CAIS: NOTÍCIAS BOAS E… MÁS!

c1e3b-smittuxaesmittora-24set2011

 

 

Grande ‘bernarda’ com os rebocadores ubíquos! E mais ‘bernarda’ ainda quando se descobriu que, além dos rebocadores, o milagre da ubiquidade abrangia também pilotos, capazes de trabalhar em exclusivo num porto mas aparecer num outro porto como trabalhadores contratados por uma qualquer empresa privada.

Resultado, estalou o verniz e quem queria ganhar a dois carrinhos, com o milagre de colocar rebocadores e pilotos simultaneamente em mais do que um porto, assustou-se, sentiu que tinha a careca à vista e… teve de recuar! Alto aí e pára o baile…Pelo menos por agora.

Mas se parou o baile da ubiquidade de rebocadores e pilotos, continua, porém, o baile das comissões que até… têm subido e estão agora mais altas! Como a divulgação do esquema fez aumentar o risco para os promotores, os implicados e os seus cúmplices, as percentagens das comissões tiveram de aumentar para compensar o aumento do risco… E andam agora, em alguns portos perto de si, nos 25%!

A situação gerou um tal mal-estar e tanta repugnância entre os vários atores dos portos, que houve mesmo um armador que estupefacto com a escandaleira armada com tantas ubiquidades de rebocadores e pilotos, na prática e mesmo que por outras palavras, disse: Alto aí e pára já a ubiquidade!

E quem se preparava para permitir tal cenário e quem quis ter rebocadores e pilotos úbiquos não teve outro remédio senão recuar, tal era já a náusea que tanto lodo estava a provocar. Pena, no entanto, que não tenha sido ainda o suficiente para acabar com o cheiro a comissões! Para já e até ver, só a ubiquidade foi suspensa…

Nesta turbo-agitação toda, falta clarificar quem é, de facto, o estratega responsável por toda esta trapalhada, por esta ambição sem limites e por esta turbo-agitação que tem estado a prejudicar – e muito – os nossos portos e a sua imagem, tanto interna como externa, com elevadíssimos custos.

Será este tipo de milagre por exclusiva obra e graça de um qualquer tipo que, dizendo trabalhar para uma empresa estrangeira, oferece comissões a agentes de navegação para os levar a comprar os serviços que ele oferece? Será obra e graça da tal empresa estrangeira que diz representar? Ou será resultado de sábios conselhos de um qualquer advogado turbo-consultor? Vá-se lá saber…

E vá-se lá saber também porque será que os serviços da Embaixada da Dinamarca em Lisboa andam num virote, preocupados com tudo isto e a tentar evitar serem também “embrulhados” nesta trapalhada…

E vá-se lá saber porque anda também a ASAE a meter o nariz neste milagre da multiplicação de rebocadores e dos pilotos, desconfiando que alguém anda a meter água e mais alguma coisinha.

Recordamos que, falhos de fé e de imaginação, os poderes públicos de qualquer outro Estado da União Europeia teriam metido logo na prisão quem ousasse tentar estas experiências de multiplicação dos pães e de transformação da água (suja) em vinho…


O lodo acumula-se nos cais e tanto o respectivo secretário de Estado como o Tribunal de Contas continuan sem ver nada! Se do Governo já nada espanta, outro é o caso do Tribunal de Contas. Guilherme de Oliveira Martins, o seu presidente, é indubitavelmente um homem sério mas neste caso tem sido e andado muito distraído… Até quando?


0 Responses to “LODO NO CAIS: NOTÍCIAS BOAS E… MÁS!”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: