17
Out
14

DE ASSESSOR DO GOVERNO A ADVOGADO TURBO CONSULTOR

Tiago Souza d’Alte, fixem bem o nome, porque este rapaz de 36 anos é um caso sério de sucesso neste país onde muitos dizem que não há lugar para os “”jovens”. Aos 36 anos, já foi assesssor de um ministro, de 2 secretários de Estado, sendo desde que saiu do Governo membro de 6 comissões públicas. É consultor jurídico de inúmeras entidades públicas e privadas em Portugal e no estrangeiro, gere, com a mulher, a própria sociedade de advogados, dá aulas e mais aulas,  é ainda autor  várias publicações, orador em seminários, conferências e formações… E até tem dois blogues…Um caso sério de turbo consultor este “Jagoz”!!!*

(*Nota: De acordo com José Leite de Vasconcelos, linguista, filólogo e etnógrafo português de enorme mérito, os habitantes da Ericeira são jagozes, enquanto todos os outros habitantes do concelho de Mafra são saloios).

E atenção que Tiago Souza d’Alte vem de uma das melhores “escolas de assessoria e consultoria” deste país: a Sérvulo & Associados. Aparentemente uma daquelas  em que advogados fabricam leis para depois passarem a vida a dar pareceres e consultas sobre as leis que fizeram, ao Estado e a privados. Como dizia em tempos Paulo Morais: “Como as leis são imperceptíveis, as sociedades de jurisconsultos que as produzem obtêm aqui também um filão interminável de rendimento. Emitem pareceres para as mais diversas entidades a explicar os erros que eles próprios introduziram nas leis. E voltam a ganhar milhões. E, finalmente, conhecedoras de todo o processo, ainda podem ir aos grupos privados mais poderosos vender os métodos de ultrapassar a Lei, através dos alçapões que elas próprias introduziram na legislação”.

Na Sérvulo foi  Advogado Associado nas áreas do Direito Administrativo, do Direito Financeiro e da Contratação Pública… Não podia ter escolhido melhores áreas, dado que, em  matéria de contratação pública, como bem mostram estes textos publicados no início de 2013, a Sérvulo é a melhor “escola”:

AJUSTE DIRECTO: AUTOR DA LEI RECEBEU 7,5M  POR 157 CONTRATOS, SOBRETUDO PARA DEFENDER ENTIDADES PÚBLICAS COM IRREGULARIDADES NOS AJUSTES DIRECTOS

No ano em que  lei saiu, a Sérvulo & Associados ganhava 89 mil em ajustes diretos, no ano seguinte disparou a facturação para 3,27 M!!!
“Ajuste directo. Autor da lei, Sérvulo Correia, já recebeu 7,5 milhões de euros por 157 contratos por ajuste directo. Ou seja fez a lei que o fez ficar rico?? E continua a ganhar dinheiro fornecendo pareceres sobre a lei que fez? E continua a ganhar dinheiro a defender em tribunal empresas que abusaram dos ajustes directos?
A mentora do Código dos Contratos Públicos, aprovado em 2008 e que regula os ajustes directos feitos pelo Estado, é também uma das principais beneficiadas: a sociedade de advogados Sérvulo & Associados já recebeu 7,5 milhões de euros, por 157 contratos de ajustes directos. (…)

Mas 2009 foi um ano “gordo” para os cofres da sociedade liderada por Sérvulo Correia, tendo auferido 3,277 milhões de euros. Os valores baixaram nos anos seguintes, mas ainda assim 2010 permitiu encaixar 1,9 milhões de euros e 2011 outros 2 milhões de euros. Em 2012, segundo o portal Base, onde são publicados todos os contratos públicos por ajuste directo, a Sérvulo & Associados já conseguiu 80 mil euros em duas adjudicações.
As áreas da educação, águas, obras públicas e comunicação social são as que mais contratam a sociedade de advogados. Parque Escolar (quatro contratos), RTP (sete contratos), Estradas de Portugal (cinco contratos), Instituto dos Registos e do Notariado (sete contratos) e Gabinete de Estatística e Planeamento da Educação (oito contratos) são os principais clientes”.

ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2013/01/o-grande-negocio-dos-advogados-em.html#ixzz3GPsEPPlx

………………………………

“A Sérvulo e Associados, que curiosamente teve participação activa na equipa que elaborou o código dos contratos públicos em vigor, é outro porta-aviões da advocacia em Portugal e, por essa via, campeã dos ajustes directos.
Em 2010 e 2011 recebeu cerca de 4 milhões de euros. No ano anterior foram 3,9 milhões. Entre Janeiro e Maio, só conseguiu 6 contratos que somam 352 mil euros. Só com a EP Estradas de Portugal, foi 190 mil euros, para prestação de assessoria geral, um recurso que a empresa pública que gere o parque rodoviário, diz não possuir.
Em 2011, o contrato com a mesma entidade rendera 320 mil euros.
Melhor foram os quatro contratos em 2009, com a Administração da Região Hidrográfica do Norte, que representaram um encaixe superior a 1,3 milhões de euros. Este instituto público (…) foi entretanto extinto.
A Sérvulo e Associados reflecte o Espírito empreendedor e influente de José Manuel Sérvulo Correia, 75 anos, que ainda hoje é sócio principal. Especialista em direito administrativo, advogado desde 62 e professor universitário jubilado, foi secretário de Estado da Emigração no governo provisório de Pinheiro de Azevedo e deputado. No final da década de 70 pertencia à equipa jurídica do Banco de Portugal. Ironia do destino, em 2009 seria a sua firma a tratar da assessoria jurídica ao banco.”
ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2013/01/o-grande-negocio-dos-advogados-em.html#ixzz3GPqgIBHw
“Paulo Morais denuncia a vergonha
“Poder & Associados
As grandes sociedades de advogados adquiriram uma dimensão e um poder tal que se transformaram em autênticos ministérios-sombra.
É dos seus escritórios que saem os políticos mais influentes e é no seu seio que se produz a legislação mais importante e de maior relevância económica.
Estas sociedades têm estado sobre-representadas em todos os governos e parlamentos.
São seus símbolos o ex-ministro barrosista Nuno Morais Sarmento, do PSD, sócio do mega escritório de José Miguel Júdice, ou a centrista e actual super-ministra Assunção Cristas, da sociedade Morais Leitão e Galvão Teles.
Aos quais se poderiam juntar ministros de governos socialistas como Vera Jardim ou Rui Pena.
Alguns adversários políticos aparentes são até sócios do mesmo escritório. Quando António Vitorino do PS e Paulo Rangel do PSD se confrontam num debate, fazem-no talvez depois de se terem reunido a tratar de negócios no escritório a que ambos pertencem.
Algumas destas poderosas firmas de advogados têm a incumbência de produzir a mais importante legislação nacional. São contratadas pelos diversos governos a troco de honorários milionários. Produzem diplomas que por norma padecem de três defeitos.
São imensas as regras, para que ninguém as perceba, são muitas as excepções para beneficiar amigos; e, finalmente, a legislação confere um ilimitado poder discricionário a quem a aplica, o que constitui fonte de toda a corrupção.

Como as leis são imperceptíveis, as sociedades de jurisconsultos que as produzem obtêm aqui também um filão interminável de rendimento.
Emitem pareceres para as mais diversas entidades a explicar os erros que eles próprios introduziram nas leis. E voltam a ganhar milhões. E, finalmente, conhecedoras de todo o processo, ainda podem ir aos grupos privados mais poderosos vender os métodos de ultrapassar a Lei, através dos alçapões que elas próprias introduziram na legislação.
As maiores sociedades de advogados do país, verdadeiras irmandades, constituem hoje o símbolo maior da mega central de negócios em que se transformou a política nacional.

ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2013/01/o-grande-negocio-dos-advogados-em.html#ixzz3GPt22yuy


1 Response to “DE ASSESSOR DO GOVERNO A ADVOGADO TURBO CONSULTOR”


  1. Outubro 17, 2014 às 10:03 pm

    Reblogged this on O Retiro do Sossego and commented:
    É extenso, mas vale a pena ler até ao fim.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: