16
Set
14

CASO MECO: DUX TERÁ SIMULADO AFOGAMENTO, DIZEM AS FAMÍLIAS DAS VÍTIMAS

O caso do Meco continua ser de muito difícil julgamento. Mas o que é inadmissível é que subsistam ainda tantas dúvidas e o caso vá para arquivo. No tribunal pelo menos podiam vir a ser mais esclarecidas.  Assim, só se prolonga o sofrimento das famílias das vítimas, que mais que tudo querem e precisam de respostas. E isso não lhes devia ser negado.

Lê-se no CM de hoje:

Meco: Dux simula afogamento

Antenas de telemóvel deixam dúvidas às famílias. Defendem que João Miguel saiu do local.

Uma análise exaustiva do processo levou a família das vítimas do Meco a contestar que João Gouveia tivesse ficado na praia após o afogamento. Ontem, no requerimento de abertura de instrução, os familiares dos jovens garantiram que João Gouveia chamou o 112 de outro local, que não na praia do Meco.

Em causa está a localização da antena de telemóvel que foi acionada. À 01h12 de 15 de dezembro, quando avisou as autoridades, o telemóvel de João Gouveia acionou a antena da Costa da Caparica. Só depois foi acionada a antena de Alfarim, que localiza a praia do Meco. “Isto prova que o dux não estava lá”, diz o advogado.

Para a Polícia Judiciária, a questão estava longe de ser líquida. As operadoras dão conta de que a localização celular pode ser alterada, devido ao tráfego telefónico. Além disso, outra chamada recebida imediatamente a seguir – da Polícia Marítima, para confirmar a informação – já aciona a antena de Alfarim.

Os pais dos alunos, que insistem na responsabilização do único sobrevivente, João Gouveia, dux da comissão de praxes, pretendem que o juiz de instrução analise toda a matéria factual que consideram não ter sido valorizada. Recorde-se que, em julho, Moreira da Silva, o procurador responsável do Tribunal de Almada, arquivou o caso.

“Estamos à espera que, nesta fase, o juiz chame João Miguel Gouveia para nos contar a verdade do que aconteceu naquela noite”, disse ontem ao CM, à saída do tribunal, Fátima Negrão, mãe de Pedro Tito Negrão, após entregar o requerimento.

Também Fernanda Cristóvão, mãe de Catarina Soares, disse ontem “esperar que haja julgamento e que as famílias sejam esclarecidas sobre todas as dúvidas em tribunal”.


0 Responses to “CASO MECO: DUX TERÁ SIMULADO AFOGAMENTO, DIZEM AS FAMÍLIAS DAS VÍTIMAS”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: