29
Ago
14

FEIRA POPULAR DA CHINA

Já se sabia que a Câmara de Lisboa queria vender os terrenos da antiga Feira Popular, agora sabe-se que há chineses (da Fosum) interessados no negócio para um projeto imobiliário, os tais que compraram os seguros da Caixa Geral de Depósitos por uns chorudos mil milhões de euros e que viram há uns anos o seu  então presidente ser detido por má conduta. Tudo o que mexe em Portugal, os chineses querem comprar!
 
O mais rocambolesco nesta história é que a Câmara ainda nem pagou a Domingos Névoa da Bragaparques o valor que lhe deve do acordo de 100 milhões, e terá porventura de pagar mais uns chorudos milhões de indemnização por prejuízos. Ou seja, a «Feira Popular da China» é capaz de não ser um negócio fácil, já que o caso anda ainda pelos tribunais. Além disso, é curioso que o privado Domingos Névoa não podia ficar com a Feira Popular (basta lembrar toda a agitação que houve na altura), mas agora que a Feira Popular já está mais que morta e enterrada os privados chineses já podem!!!

Como bem diz Miguel Alexandre Ganhão no CM de 28-08-2014, onde a notícia é revelada, é esperar que os chineses tenham a célebre paciência de chinês para que se concretize um negócio que interessa certamente a António Costa, já que já tinha dito que «os terrenos da Feira Popular destinar-se-ão à sua valorização do mercado. Serão vendidos». «A expectativa é que não percamos dinheiro», acrescentou. Mas para que não perca dinheiro terá porventura de os vender a um preço muito, mas muito acima do valor de mercado. É que, em Fevereiro, Domingos Névoa, à saída das Varas Criminais de Lisboa como testemunha no «caso Bragaparques», relacionado com a permuta do Parque Mayer (que era detido pela empresa) por parte dos terrenos de Entrecampos onde estava a Feira Popular (detidos pela Câmara de Lisboa) e a venda em hasta pública do remanescente, disse que o acordo com a Câmara de Lisboa – para que ambos os terrenos voltem à posse do município por 100 milhões de euros – ainda não está encerrado.

«O acordo não está fechado, ainda vai a procissão no adro. Cem milhões de euros é um terço daquilo a que temos direito pelo prejuízo directo e indirecto que deram à minha empresa. Eu vou reivindicar tudo aquilo a que tenho direito, mas sei que o prejuízo causado directo e indirecto à nossa empresa é superior a 350 milhões de euros».

E se a Câmara tiver que pagar esses 350 milhões? Como ficam as contas do negócio?? Pagam os contribuintes o prejuízo da Cãmara para um lucro chinês??? É que, como António Costa muito bem falou em 2013, ANTÓNIO COSTA FALOU DURO:«HÁ UM POLVO QUE SE ALIMENTA DO DINHEIRO DO POVO» , não podemos aguentar mais negócios alimentados com dinheiro do povo. Agora tem de manter a coerência! Porque adamos todos fartos de negócios duvidosos.

 


0 Responses to “FEIRA POPULAR DA CHINA”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: