28
Mar
13

CAMARATE – UM DEPOIMENTO REVELADOR DO JORNALISTA FREDERICO DUARTE CARVALHO NA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

fredhttp://paramimtantofaz.blogspot.pt/2013/03/camarate-audicao-de-frederico-duarte.html#links

 

Para compreender a trama que foi o processo Camarate – ou seja, os factos que se relacionaram com a morte de Sá Carneiro e os acompanhavam o então primeiro-ministro naquele voo fatídico no Cessna em 4 de Dezembro de 1980 – convém ouvir a audição do jornalista Frederico Duarte de Carvalho na Comissão de Inquérito Parlamentar.

Autor do livro «Sá Carneiro e as Armas para o Irão», Frederico D. Carvalho defende que o móbil do crime se deveu às pressões e resistências que Sá Carneiro sofreu para permitir o tráfico de armas para a guerra Irão/Iraque ( alvo então de um embargo internacional), pressões curiosamente desenvolvidas pelo eixo CIA/altas entidades americanas envolvidas no negócio, com o apoio de miliares e civis portugueses. Curioso que um dos aspetos mais destacados nesta audição foi o facto de Sá Carneiro ter dado ordens ao então seu ministro das Finanças, estamos a falar de Cavaco Silva, para investigar o que se passava com o chamado Fundo de Defesa do Ultramar, o «saco azul» controlado por alguns setores da hierarquia militar e que reverteu para operações sujas – para além da compra de armas, terá mesmo financiado a UNITA antes e depois da guerra civil em Angola. Outros nomes em destaque: o pai Bush, Frank Sturgis, o homem destacado  pela CIA para coordenar em Portugal o atentado – terá mesmo estado na pista do aeroporto naquela noite ao lado de José Esteves, ambos envergando fardas do pessoal do aeroporto – premindo então um controlo remoto que fez deflagrar o engenho explosivo – além de Henry Kissinger… a PJ que terá estabelecido uma espécie de pacto secreto com um dos autores confessos do crime ( José Esteves),já para não falar no facto de Pinto Balsemão, que se encontrava no Porto para estar presente no comício que esperava o então primeiro ministro – ter inicialmente indicado a sua mulher, Tita, para viajar no mesmo avião, deslocação à última hora desmarcada.Um pormenor que não deixa de ser interessante….

O jornalista  diz estar a sofrer os efeitos negativos da sua ousadia em querer investigar a fundo o que se passou em Camarate, pois estão a tentar ´«castrá-lo» através do desemprego! Um depoimento corajoso que vale a pena ouvir, já que a classe jornalística parece estar desinteressada neste que é um maiores mistérios da nossa História recente.


0 Responses to “CAMARATE – UM DEPOIMENTO REVELADOR DO JORNALISTA FREDERICO DUARTE CARVALHO NA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: