17
Nov
12

CLAQUES DE FUTEBOL ENVOLVIDAS NAS CENAS DE VIOLÊNCIA NO PARLAMENTO E O LONGÍNQUO PAÍS DOS BRANDOS COSTUMES

Segundo informações veiculadas pela própria Polícia, «sopradas» para os órgãos de comunicação social,  elementos dos No Name Boys e da Juve Leo, claques do Benfica e do Sporting, participaram ativamente nos confrontos de quarta-feira, dia de greve geral, junto ao Parlamento. Os serviços de informação, que há muito investigam estas sementes de violência incrustadas nos clubes de futebol – algumas têm sido apoiadas pelas estruturas desses clubes, veja-se o caso de Pinto da Costa,presidente do FC Porto que, na altura em que esteve para ser detido, «regressou» de uma viagem a Espanha para ser presente a tribunal, convenientemente escoltado por elementos da claque dos Dragões – já conseguiram determinar haver 12 grupos radicais envolvidos nos distúrbios em São Bento. Todos eles muito diferentes entre si, englobam  anarquistas, claques de futebol afectas à Juve Leo e No Name Boys e jovens marginais dos subúrbios mais problemáticos de Lisboa. Mas também estivadores ( que encetaram uma greve que tem provocado grandes problemas no Porto da capital) e outros grupos não alinhados e sem carácter político ideológico. Todos se caracterizam por ter uma organização formal mínima e «parasitando manifestações» preparadas por organizações políticas ou sindicais. Não foram identificados grupos internacionais (embora estivessem presentes elementos vindos da Grécia), nem radicais de movimentos da extrema-direita.

Neste momento, além das 21 pessoas que foram identificadas e de nove detidos, as autoridades estão a investigar os passos de mais 30 activistas que estiveram presentes nos distúrbios de quarta-feira e escaparam à polícia. Aqui, refira-se, o trabalho exemplar dos serviços de investigação (ou informação) da PSP, com recurso a elementos infiltrados no seio dos manifestantes, que lograram apurar a identificação de «beligerantes» que eventualmente poderão ser detidos nos próximos dias com base em imagens que provam a sua participação activa nos desacatos.. Alguns desses indivíduos já são conhecidos da polícia, dada a sua «especialização» em provocar distúrbios, quer em manifestações, quer em recintos desportivos. Trata-se na sua maioria de jovens desenraizados da sociedade, sem emprego, vivendo com grandes dificuldades económicos, tornados alvo apetecível de certas «forças subterrâneas», agregadasa grupos radicais da extrema esquerda, que os aliciam para lançar a confusão na sociedade portuguesa.

Mas o que não deixa de surpreender nestes acontecimentos defronte do Palácio de São Bento é que os vinte ou trinta agitadores ( como referiu o ministro da Administração Interna, Miguel Macedo) que durante duas horas lançaram pedras à Polícia, tenham beneficiado de uma aparente apatia da massa de manifestantes que assistiam, sem reagir, a essa cena de grande violência. Um facto que poderá ter a seguinte justificação :  face a este quadro de grande crise da sociedade, está a haver mais campo para a aceitação da intolerância, para a violência, para o desespero, para o vandalismo. E muito embora os polícias «sejam do povo», vivendo as mesmas dificuldades e cortes orçamentais, aquele destacamento do Corpo de Intervenção representava o Estado de Direito que nos (des) governa e atrofia.Como muito bem refere Henrique Monteiro no «Expresso» de hoje, sábado, «a passividade de tantos face ao extremismo de uns poucos mostra à exaustão o que Lenine e Mao diziam sobre o papel da vanguarda de choque, ou da fagulha que incendeia a pradaria». As pessoas estão desesperadas e cada vez se ouve mais a frase que «isto só lá vai à força». Longe vão os tempos do país dos brandos costumes…

Anúncios

4 Responses to “CLAQUES DE FUTEBOL ENVOLVIDAS NAS CENAS DE VIOLÊNCIA NO PARLAMENTO E O LONGÍNQUO PAÍS DOS BRANDOS COSTUMES”


  1. 1 Ana Lopes
    Novembro 18, 2012 às 3:10 am

    Boa noite,

    Julgo que teria mais interesse perceber quais os beneficios do Governo, em ter dois elementos da PSP à paisana , envolvidos e a agirem como os principais agentes provocadores na manifestação do Parlamento.
    . Seria para revelar quais os radicais presentes na manifestação?
    . Será que sabiam qual o desfecho (com as consentidas 2h horas de apedrejamento publico) influenciarem as não presenças futuras e a demoverem a futura mobilizações social para manifestações?
    O facto, é que as claques ainda não estão lá. Este argumento é facilmente desmontável. Basta constatar-mos que desde à 5 anos até esta data, não existem nenhuns registos relativamente a membros dos NoNameBoys. São apenas sócios de um clube que teem em comum frequentarem 8 sectores de um estádio.
    Mas a verdade é que tal actuação por parte das forças policiais, irá concerteza mover muitos agentes agitadores nas próximas manifestações. Não sei se era a ideia, mas parece-me que a história me irá dar razão.
    Cmps

  2. 2 João Paulo Maximiano
    Novembro 18, 2012 às 2:20 pm

    Começo por referir que tenho uma opinião global negativa sobre o Ministro Miguel Macedo. Julgo – e comuniquei esse juízo por mail a alguns amigos e conhecidos assim que soube dos nomes – que nem Miguel Macedo, Aguiar-Branco, Paulo Portas ou Miguel Relvas, por falta de idoneidade ou de competência, deviam ser Ministros. Passado mais de um ano mantenho essa opinião, sendo que actualmente acrescentaria mais um ou outro nome, que para já não mencionarei.

    Concordo em grande parte com o comentário anterior a este. Sugiro a visualização de uma parte do programa ´O Eixo do Mal` (de 17-11-2012) – não querendo desta forma fazer publicidade ao mesmo -, em que o Jornalista Daniel Oliveira, que esteve na manifestação junto ao Parlamento, descreveu aquilo a que assistiu e como actuou perante alguns delinquentes. É benéfico ouvir mais uma opinião, em particular de alguém que esteve presente.

    Cumprimentos,

  3. 3 Viver com Dignidade
    Novembro 18, 2012 às 7:39 pm

    Ana Lopes agentes á civil estão em todas as manifestações, onde estudam o comportamento dos elementos que lá encontram para assim evitar actos de vandalismo. Se perguntar ás centrais sindicais, eles próprios sabem que sim e quem são para a própria segurança dos manifestantes para evitar contra-manifestações e intrusões de elementos estranho que possam levar ao descambar de uma manifestação que se quer pacifica ou o mais correta possível para uma boa opinião publica. O que temos visto ultimamente é a intrusão de estranhos que provocam situações que nada tem a ver com as manifestações, caso do chiado e a ultima da greve geral em que o próprio Arménio Carlos, fez o discurso á pressa e foi-se embora para não ficar envolvido em actos daqueles que se viram. Penso ter contribuído para a sua duvida e o meu boa noite.

    • 4 Ana Lopes
      Novembro 18, 2012 às 9:51 pm

      Caro “Viver com Dignidade”,

      Está já na posse de alguns dos principais médias, videos e fotografias, onde “dois” deste elementos da PSP agitadores são desmascarados. Se ha ou não interesse em revelar essa informação, isso já não sei.
      A forma de controlar insurgências e multidões é já à muito um tema estrategicamente debatido e experimentado, e uma coisa é usar agentes infiltrados para desmobilizar multidões (como foi caso nas manifestações verificadas no UK) outra coisa completamente diferente é estes agentes terem ordens expressas para servirem de fantoches e bode espiatório para a agressão à população que se manifestava democratica e pacificamente em 2º plano, e que já tinha alertado e denunciado ao longo da tarde (conforme manifestações anteriores, com elementos de extrema dta) para a presença destes agentes “paraquedistas”.

      Com os meus melhores cumprimentos.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: