08
Nov
12

ASSASSINO DE ADEPTO SPORTINGUISTA DETIDO POR AGREDIR POLÍCIA – COMO SE PODE PERMITIR A SUA ENTRADA NOS ESTÁDIOS DE FUTEBOL?

Como é que a este indivíduo, autor do disparo do ‘very-light’ que matou Rui Mendes em 1996 na final da Taça de Portugal no Estádio Nacional e que anda em liberdade precária, lhe é permitido entrar em estádios de futebol, voltando a reincidir em actos criminosos?

 Hugo Inácio, autor do disparo do «very light» que matou um adepto sportinguista e que andou onze anos escapulido à justiça, tendo sido posteriormente detido embora por escassos anos, gozando de liberdade precária, foi ontem detido na Luz pouco antes do início do encontro entre Benfica e Spartak de Moscovo para a Liga dos Campeões, acusado de agredir um polícia, informou o Comando Metropolitano de Lisboa da PSP em comunicado. A Polícia anunciou também a detenção de trinta adeptos da equipa russa.

Segundo o Comando Metropolitano da PSP de Lisboa, nos momentos que antecederam o início do Jogo de Futebol entre o S.L. Benfica ( SLB) e o Spartak de Moscovo (SM), junto ao Estádio da Luz, um número elevado de adeptos afetos às claques dos dois clubes, envolveram-se em desordem. Da intervenção policial, para reposição da ordem pública, resultou a detenção de 30 ( trinta ) adeptos da equipa visitante”, refere o comunicado da PSP.

“Ainda na mesma ocorrência, um adepto do SLB, posicionado no varandim superior do Estádio, lançou uma cadeira sobre os elementos policiais, vindo a atingir um elemento desta Policia, causando-lhe ferimentos na mão e na perna, pelo que o agressor foi imediatamente detido. Apurou-se que se tratava do mesmo cidadão que já em 1996, esteve envolvido nos incidentes da final da Taça de Portugal e pelos quais foi condenado, como autor do disparo mortal do “very light` que culminou na morte de um adepto do Sporting Clube de Portugal”, prossegue o mesmo documento da Polícia de Segurança Pública.

Custa acreditar que não haja uma lista negra de adeptos de claques reincidentes em actos criminosos em recintos desportivos a quem seja impedida a entrada nesses mesmos locais? Se há listas de devedores à banca, ao fisco e a lojas de consumo público,porque não se criam as mesmas listas para quem insiste em praticar actos violentos em recintos desportivos…ainda para mais com os «pergaminhos» do cadastro de Hugo Inácio a quem foi permitido integrar claques benfiquistas depois do assassínio que cometeu no Estádio Nacional? E já agora,se esteve na prisão e foi libertado,depois de ser acusado da morte de Rui Mendes, não se deverá questionar também os propósitos que levaram à sua libertação antecipada, provavelmente por já estar «reeducado« e por ter bom compoortamento?…Afinal,para que servem as prisões,se os indivíduos voltam a ser reincidentes nos mesmos crimes?


1 Response to “ASSASSINO DE ADEPTO SPORTINGUISTA DETIDO POR AGREDIR POLÍCIA – COMO SE PODE PERMITIR A SUA ENTRADA NOS ESTÁDIOS DE FUTEBOL?”


  1. 1 Viver com Dignidade
    Novembro 8, 2012 às 7:21 pm

    Nos Estados Unidos ha a pena de morte a cadeira electrica ou o gas. Aqui promovem-se assasinos com o rendimento de reincercao social pela seguranca social pago por todos nós. A diferenca entre um pa’is democratico e uma espescie de democracia. A democracia dos gatunos do poder, dos bandidos seus amigos, dos corruptos e dos pedofilos.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: