26
Set
12

GOVERNANTES INVESTIGADOS POR «LUVAS», PROCURADORAS DEMITIDAS DEPOIS DE SEDUZIDAS POR BURLÃO – HÁ ALGO DE NOVO NA JUSTIÇA

Há por aí muita gente na magistratura que não sabe o que é a vida real. Aplicam a lei nos seus gabinetes e nas salas dos tribunais mas desconhecem o género humano…e à primeira investida, caiem que nem patinhos …  

 

No dia em que a PJ somou dois êxitos assinaláveis – a prisão de três mexicanos em Linda-a-Pastora, quando se preparavam para sequestrar um ourives e a mulher… os profissionais do crime foram contratados na América Central para executar vários trabalhos em Portugal, sinal de que o crime se globaliza – uma operação a que há que acrescentar outra, na véspera, envolvendo buscas nas casas de três ex-governantes socialistas (Mário Lino, António Mendonça, Paulo Campos e Ana Sofia Tomaz, adjunta deste último, agora promovida a administradora das Estradas de Portugal), suspeitos de terem recebido luvas, gestão danosa e branqueamento de capitais no âmbito das Parcerias Público-Privadas – soube-se também que duas procuradoras do DIAP de Lisboa foram exoneradas do Ministério público depois de uma investigação concluir terem recebido várias prendas, viagens pagas, ofertas de de roupas e estadias em hoteís «gentilmente» cedidas por um burlão cadastrado.

Finalmente, há algo de novo no ar… a justiça deixou de pender não apenas para o «peixe miúdo» mas os poderosos também estão a cair sob a alçada da mesma…o pior é que a PJ prende, reúne indícios acusatórios consistentes mas os processos arrastam-se a fio nos tribunais e, em alguns casos ( cá estão de novo os poderosos a intervir…) correm o risco de prescrever, como acontece com o edil Isaltino Morais.

O processo das duas magistradas é interessante e dá bem uma ideia de que debaixo da toga da isenção, lealdade, do sigilo e reserva a que estão obrigados os juízes no seu serviço em prol da Pátria, se escondem pessoas, com as suas fraquezas e ambições iguais ao comum dos mortais. As duas magistradas conheceram na noite lisboeta um burlão cadastrado que se apresentou como inspector da polícia Judiciária. O homem teve artes e manhas para se envolver com as duas mulheres conseguindo obter informações sigilosas sobre processos judiciais. Os dados pesquisados pelas procuradoras e passados ao burlão serviram também para «falsificação de documentos e uso de identidade falsa». As mulheres chegaram mesmo a usar os seus cartões de livre trânsito no Instituto de Mobilidade Terrestre, em Lisboa, «para os serviços entregarem de forma mais célere a carta de condução pedida em nome» do vigarista. Outra das situações detectadas na investigação respeitou ao facto das duas magistradas se terem deslocado a um cartório notarial de uma amiga, com o intuito de esta lhes facilitar bilhetes de identidade falsos para o burlão.

Além das situações apuradas, que continuam em investigação a cargo da Polícia Judiciária, as duas procuradoras são ainda acusadas de terem violado os deveres de prossecução do interesse público, prejudicando «gravemente» a imagem e o prestígio da magistratura.

Uma história que nos faz recordar uma outra, a de um vigarista travestido de jornalista ( que chegou a ter a cabeça a prémio pelos terroristas das FP 25 de Abril depois de ter inventado entrevistas com cabecilhas do grupo) o qual, preso em Pinheiro da Cruz, teve as mesmas artes e manhas para aliciar uma juíza que convidava para uns programas de rádio, conseguindo dessa forma  pôr-se ao «fresco» mais cedo… Factos que relevam uma evidência. Há por aí muita gente na magistratura que não sabe o que é a vida real. Aplicam a lei nos seus gabinetes e nas salas dos tribunais mas desconhecem o género humano…e à primeira investida, caiem que nem patinhos …

Anúncios

2 Responses to “GOVERNANTES INVESTIGADOS POR «LUVAS», PROCURADORAS DEMITIDAS DEPOIS DE SEDUZIDAS POR BURLÃO – HÁ ALGO DE NOVO NA JUSTIÇA”


  1. 1 Viver com Dignidade
    Setembro 27, 2012 às 7:18 pm

    Totalmente de acordo com o que é dito neste comentário, principalmente com a parte final.

    • 2 Antonio Silva Silva
      Outubro 4, 2012 às 10:39 pm

      Então valentão…viver com dignidade: não ataca as procuradoras como atacou os ciganos…os hipocritas e os fariseus faziam igual…!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: