04
Set
12

NÃO HÁ CORRUPÇÃO EM PORTUGAL? DINHEIROS DE SUBMARINOS FORAM DÁDIVA CAÍDA DOS CÉUS

Que belo título de capa daria esta história dos submarinos para o semanário que foi dirigido por Portas, o «Independente»: PORTAS AFUNDA-SE…. MAS DCIAP LANÇA-LHE A BÓIA DE SALVAÇÃO

Quando a Exma Procuradora Adjunta do DCIAP, Cândida Almeida, referiu há dias que em Portugal não há corrupção nem é um paraíso para os corruptos, certamente que andava ( ou anda) distraída. Isto a atentar nas informações que nos chegam a uma cadência diária, certamente «sopradas» para a imprensa pelos serviços que a digníssima magistrada tutela ( a vingança serve-se fria, depois dos descabelados ataques que levaram à demissão de Sócrates e à queda do PS, chegou agora a vez da coligação sofrer os efeitos do mesmo «veneno»…).

Depois de se saber que 1 milhão de euros terão ido «amarar» aos cofres do CDS/PP…

( terá sido obra de uma generosa dádiva do famosíssimo Jacinto Leite Capelo, personagem fictícia  do «Caso “Por­tu­cale” criada logo após a visita que a  PJ fez à sede do CDS onde descobriu re­cibos dos do­na­tivos que então foram en­tre­gues ao par­tido de Portas, todos no valor de um mi­lhão de euros, um dos quais, no valor de 300 euros e que des­pertou a cu­ri­o­si­dade dos agentes, tinha o remetente Ja­cinto Leite Ca­pelo Rego…será que o Jacinto emergiu com os submarinos?)

 … que  administradores da Ferrostal na Alemanha foram condenados por causa desta venda (o que não aconteceu em Portugal ), soube-se agora que três meses depois de o contrato de aquisição dos submarinos entrar em vigor, em 2004, a Escom UK, sociedade do Grupo Espírito Santo, transferiu 19 milhões de euros para uma conta desconhecida no BES Caimão, um dos tais paraísos fiscais onde o dinheiro sujo vai «desaguar» sem qualquer controlo.

Esta operação bancária surge referida nos autos do processo dos submarinos que promete «encalhar» Portas, em investigação no DCIAP –  sublinhamos uma vez mais, é  o departamento de investigação e acção penal tutelado por Cândida Almeida, que, à cautela, lá vai descansando os possíveis suspeitos, dizendo que não há nada contra o líder do CDS e que o processo é complexo e demorado devido à falta de colaboração das autoridades inglesas, a quem foi enviada uma carta rogatória pelo DCIAP tendo em vista, disse o «Correio da Manhã» na edição de ontem, terça feira, apurar uma relação entre os depósitos feitos na conta do CDS, em 2004 e a decisão de Paulo Portas, como ministro da defesa, de comprar os submarinos aos alemães.

As posições de Cândida Almeida, curiosamente, coincidentes com o ressurgir do caso, indiciam uma clara e preocupante tentativa de mergulhar os submarinos nas ondas do esquecimento. Na senda do que aconteceu com os processos intrincados em que Sócrates se viu mergulhado na altura em que era governante. Ontem como hoje, o DCIAP e o Procurador-Geral, Pinto Monteiro, evitam beliscar o poder político, seja qual for a cor…  

Que belo título de capa daria esta história dos submarinos para o semanário que foi dirigido por Portas, o «Independente», que tantos ministros fez caír: PORTAS AFUNDA-SE…. MAS DCIAP LANÇA-LHE A BÓIA DE SALVAÇÃO


2 Responses to “NÃO HÁ CORRUPÇÃO EM PORTUGAL? DINHEIROS DE SUBMARINOS FORAM DÁDIVA CAÍDA DOS CÉUS”


  1. 1 Viver com Dignidade
    Setembro 5, 2012 às 9:30 pm

    É a justiça que temos, forte para os fracos, fraco para os fortes.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: