24
Jul
12

ANTIGOS COMBATENTES CONTRA PASSOS COELHO : CHEFE DO GOVERNO HOMENAGEOU OS MORTOS DA FRELIMO E ESQUECEU OS MILITARES PORTUGUESES QUE REPOUSAM NUM CEMITÉRIO EM MAPUTO

Uma carta contundente do coronel Morais e Silva: «Este acto de V. Excelência foi mais uma desconsideração e humilhação para os Militares deste País»

Cresce a indignação dos antigos combatentes de África, particularmente aqueles que lutaram contra Frelimo em Moçambique, pelo facto de Pedro Passos Coelho, aquando da sua recente visita à antiga colónia portugesa, ter homenageado os que morreram nas fileiras da força liderada pro Samora Machel, esquecendo os que tombaram com a farda portuguesa e que também se encontram sepultados num cemitério em Maputo. Particularmente contundente foi a carta aberta que José Alberto Morais da Silva, Coronel Piloto Aviador na Reforma, endereçou a Passos Coelho, protestando  contra, e passamos a citar, «a vergonha e humilhação por que fez passar os Antigos Combatentes vergonha quando da visita de V.Excelência a Moçambique!».Transcrevemos na integra a carta do militar de Abril e que chegou a ser Chefe do Estado Maior da Força Aérea:

«Por certo que sabia ou se não sabia, alguém do luzidio séquito que o. acompanhou na visita deveria ter-lhe dito, que havia um cemitério no Maputo onde estão os restos mortais de vários Militares Portugueses que perderam a vida nos combates em Moçambique durante a guerra do Ultramar. Era sua obrigação, como Primeiro Ministro de Portugal ter ido prestar homenagem aos nossos mortos em combate.

Mas V. Excelência, do alto dos seus altos conhecimentos da arte de ser político ou por não ter cumprido Serviço Militar e, portanto, não saber bem o que significa a palavra Patriotismo, decidiu prestar homenagem aos mortos do nosso adversário nessa guerra, deixando no esquecimento aqueles que perderam a vida numa guerra que justa ou injusta, foi uma guerra em que perderam a vida alguns milhares de Militares Portugueses.

Este acto de V. Excelência foi mais uma desconsideração e humilhação para os Militares deste País e poderá V. Excelência ficar a saber que 1.300.000 Portugueses, Antigos Combatentes, também não esquecerão a afronta cometida pelo Primeiro Ministro de Portugal.

José Alberto Morais da Silva

Coronel da Força Aérea na Reform

Igualmente  Luís Bento, ex-combatente, tornou público o seu desabafo:
«Mais uma vez os nossos ex-combatentes foram humilhados e IGNORADOS!!!
Fui um dos Portugueses que votou em si para Primeiro-Ministro de Portugal.
Estou desiludido com V.Exa. Não se pense porque me tirou na reforma ou porque está dificultando brutalmente a vida dos Portugueses.
Nada disso!
Isso são “situações” que terá de resolver, para tanto candidatou-se, voluntariamente, a essa tarefa. Sabia para o que ía!
Cumpra!
Acabo de ler algures que V.Exa. depositou, em Maputo, um ramo (coroa) de flores em homenagem aos guerrilheiros da independência de Moçambique, especialmente a Josina Machel.
É verdade?
Muito bem!!
Como sabe em Maputo há dois cemitérios com militares Portugueses mortos em combate, que dignificaram as suas vidas morrendo em defesa da Pátria Portuguesa. Pensou, durante um brevíssimo segundo, neles?
Colocou uma simbólica rosa em memória desses seus compatriotas?
Preocupou-se em saber a indignidade que revelam as suas campas? (CEMITÉRIO COMPLETAMENTE ABANDONADO)
Claro, que não!
Estou envergonhado perante a memória desses meus ex-camaradas militares, com a sua atitude (ou falta dela), Senhor Primeiro-Ministro!
Estou certo que Portugal lamenta !»

Resta acrescentar que nessa cerimónia de homenagem aos combatentes da Frelimo,Pedro Passos Coelho fez-se acompanhar por Paulo Portas ( conforme documenta a foto que publicamos), o ministro dos Negócios Estrangeiros que tanto se empenhou no passado em preservar e honrar a memória dos antigos combatentes portugueses. Pelo menos do líder do CDS/PP impunha-se uma chamada de atenção ao Chefe do Governo pelo esquecimento ( ou indignidade?) cometida por quem, por inerência do cargo, deveria dignificar o nome de Portugal e daqueles que deram a sua vida em prol da Pátria.O problema não é a homenagem de Passos Coelho aos mortos dos outros países; nisso não há problema. O problema é a não-homenagem aos nossos mortos, como se o soldado português caído em combate na guerra colonial fosse maldito, uma assombração que é preciso exorcizar.Infelizmente, como disse José Hermano Saraiva na sua última entrevista na RTP, “estamos a ser governados por gente menor”.

 Lista dos militares  mortos ao serviço de Portugal ( actualizada em Junho de 2012).Curvemo-nos perante a memória destes heróis:

http://ultramar.terraweb.biz/index_MortosGuerraUltramar.htm

Anúncios

5 Responses to “ANTIGOS COMBATENTES CONTRA PASSOS COELHO : CHEFE DO GOVERNO HOMENAGEOU OS MORTOS DA FRELIMO E ESQUECEU OS MILITARES PORTUGUESES QUE REPOUSAM NUM CEMITÉRIO EM MAPUTO”


  1. 1 Domingos Pimenta
    Julho 25, 2012 às 2:10 pm

    Os factos que acabo de ‘saber’, lendo o acima exposto, são mais uma afronta a que este 1º ministro nos habituou. Sendo que agora foi longe demais, ao desrespeitar “OS NOSSOS MORTOS”.
    Tenho 68 anos e combati em Moçambique. Nada me move contra a Frelimo (antes e agora) e a sua almejada independência…
    Gostaria contudo, antes de ser muito mais velho, de poder fumar um bom charuto, de costas voltadas para onde este homem, que se diz 1º ministro de Portugal, estivesse sepultado…

    • 2 joseantonio
      Julho 26, 2012 às 12:49 am

      Nunca estive em África, no entanto, servi a FAP durante 4 anos e 4 meses, como 1º cabo especialista de radar-microondas. Sinto uma grande revolta e vergonha por estar a mando destes políticos.

  2. Maio 3, 2013 às 12:58 am

    Estou de acordo c o nosso saudoso Jose’ Hermano Saraiva quando disse que estamos a ser governados por gente menor,pois,so’ gente menor esquece o respeito e a honra que um pais deve aos seus soldados. Sao actos destes que me fazem sentir vergonha,nao de ser portuguesa,mas,de ver um portugues que,ainda por cima, sendo governante se humilha perante o que foi, o opositor.Com este gesto lamentavel,ofendeu nao so’ a todos que vestiram uma farda mas,tambem a todos os portugueses!!!Tenha vergonha,sr, primeiro ministro!!!!!!

  3. 4 Dario venâncio silva
    Junho 10, 2013 às 6:08 pm

    Tenha vergonha senhor 1 ministro Passos Coelho, Peço a todos ex combatentes da guerra do ultramar para tomar mos uma posição de força perante esta situação , hoje é isto há manha é outra coisa .

  4. 5 Maria do Mar
    Novembro 29, 2014 às 2:00 am

    Homenagear para quê? Os combatentes saíram das ex colonias com o rabo entre as pernas, envergonhados, não se tendo interessado mais pelos portugueses que se encontravam a viver tanto em Angola, como em Moçambique. Tenham dó!!!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: