23
Jul
12

PORTUGAL PEDE NA ONU PROJECTOS CONCRETOS PARA COMBATE AO CRIME ORGANIZADO NA ÁFRICA OCIDENTAL

Lançado o alerta: as redes de narcotráfico presentes na Guiné-Bissau estão mais activas e influentes no país desde o golpe de Estado de Abril.

 

 

 

 

 

 

 «Acreditamos que os recentes debates sobre assuntos transnacionais, como o crime organizado na África Ocidental, são muito prometedores e representam uma tentativa de dar uma dimensão regional ao trabalho da Comissão para a Consolidação da Paz», afirmou o embaixador de Portugal junto da ONU, José Filipe Moraes Cabral.

Portugal apelou numa reunião efectuada no passado dia 12 de Julho, no Conselho de Segurança da ONU, para que seja implementada uma maior coordenação entre os departamentos regionais das Nações Unidas e a Comissão para a Consolidação da Paz (PBC) no combate ao crime organizado, em particular na África Ocidental.

«Acreditamos que os recentes debates sobre assuntos transnacionais, como o crime organizado na África Ocidental, são muito prometedores e representam uma tentativa de dar uma dimensão regional ao trabalho da Comissão para a Consolidação da Paz», afirmou o embaixador de Portugal junto da ONU, José Filipe Moraes Cabral.

Durante este encontro do Conselho de Segurança realizou-se um briefing durante o qual o representante do secretário-geral da ONU para a África Ocidental, Said Djinnit, alertou para o facto de as redes de narcotráfico presentes na Guiné-Bissau estarem mais ativas e influentes no país desde o golpe de Estado de abril.

«Há atividades crescentes e influência de redes de tráfico de droga na Guiné-Bissau, especialmente desde o recente golpe», disse o responsável da ONU.

Djinit apontou o caso guineense como exemplo do potencial do «flagelo do tráfico de droga e crime organizado para minar seriamente a governação e a segurança na região», se não for alvo de medidas prontas e eficaz.

Também o diretor da agência da ONU anti-narcotráfico e criminalidade organizada (UNODC), Yuri Fedotov, afirmou que a situação na Guiné-Bissau «continua a ser outra séria preocupação».

Na sua intervenção no Conselho de Segurança, Moraes Cabral considerou bem sucedido o formato PBC, criado há sete anos, em particular na aproximação dos diferentes países e organizações envolvidos na manutenção da segurança e promoção do desenvolvimento em cenários pós-conflito.


0 Responses to “PORTUGAL PEDE NA ONU PROJECTOS CONCRETOS PARA COMBATE AO CRIME ORGANIZADO NA ÁFRICA OCIDENTAL”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: