12
Jul
12

RTP DISPENSA DELEGADO EM TIMOR DEVIDO A CORTES ORÇAMENTAIS MAS PAGA GASOLINA DO PORSCHE DE ADMINISTRADOR

Numa altura em que tudo se encaminha para a sua privatização, a RTP engendra fecho da delegação em Timor dando mais uma machadada do que resta da nossa Diáspora…tudo por causa dos cortes orçamentais…mas continua a pagar chorudas prebendas as seus administradores

 O  delegado e correspondente da RTP/Antena 1 em Timor Leste, Francisco Piedade, ter-se-á demitido do cargo, segundo informa o blogue Página Global. Face aos cortes orçamentais em curso, a delegação de Timor-Leste da RTP será a primeira a encerrar portas, de acordo com o plano da empresa. O encerramento da delegação até ao final do ano e a escassez de meios humanos disponibilizados para a cobertura do 10º aniversário da independência, terão levado o delegado, Francisco Piedade, a bater com a porta.

Ao longo dos anos a RTP tem desinvestido no país de forma visível, mas ninguém fala no assunto. A rádio RDP Internacional chegou a ter um programa semanal feito de Díli, estúdios próprios, emissores em Baucau, programação própria. Tudo isso desapareceu a bem da contenção orçamental. Restam uns miseráveis emissores de rádio que servem a capital, que falham diariamente.

Estes cortes orçamentais surgem em contra ponto às noticias de despesismo que nos chegam praticados por membros da Administração  do canal público. Ainda hoje, quinta-feira, o Correio da Manhã informava  que Augusto Teixeira Bastos, director financeiro da RTP, conduz um Porsche 911 Carrera de 2006, que abastece com gasolina com o cartão Galp Frota da estação. Em 2009,a despesa de gasolina com a viatura custou ao canal público a bonita soma de 3 mil euros anuais (ou seja, 250 euros mensais).Segundo apurou o jornal, as regalias dos quadros superiores da RTP abrangem as viaturas de serviço, com seguro, cartão de gasolina com plafond-limite e telemóvel. Teixeira Bastos, que aufere o ordenado de 7500 euros mensais, optou por não ficar com um veículo da frota da empresa, tendo optado por adquirir um veículo próprio e pagar o respectivo seguro. Por este motivo, deverá receber «um subsídio que corresponde ao custo que a estação suportaria se lhe desse um Audi A4,sendo penalizado em termos fiscais».

O que custa entender é que se a bem da economia apregoada pelo Governo, este canal público ( que vai custar ao erário público este ano 508 milhões de euros!) feche delegações com países de expressão portuguesa e a quem une laços de grande afectividade, como é o caso de Timor.E ninguém parece estar atento a mais este assalto às obrigações públicas do estado português. Por ocasião do aniversário da independência, por duas vezes, o presidente cessante e o atual presidente timorense, condecoraram a empresa portuguesa.

A RTP parece ser cada vez menos atrativa e cumpridora dos seus desígnios. O correspondente bateu com a porta, mas ao que tudo indica, tenciona ficar em Timor. Será porque se fala no nascimento de uma nova televisão no país, provavelmente com capitais estrangeiros? Assim se vai matando a nossa Diáspora por esse Mundo fora…


0 Responses to “RTP DISPENSA DELEGADO EM TIMOR DEVIDO A CORTES ORÇAMENTAIS MAS PAGA GASOLINA DO PORSCHE DE ADMINISTRADOR”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: