12
Jul
12

PREDADOR SEXUAL DA TVI FICA EM LIBERDADE E A REVOLTA INSTALA-SE NAS REDES SOCIAIS

                                                                                                    

A PJ não conseguiu ainda perceber a extensão dos crimes de Henrique Jales. Sabe apenas que foram cometidos desde 2007, de norte a sul e nas ilhas, e que serão mais do que a dezena que inicialmente admitira. O número elevado  de fotos e gravações que o predador possuía no computador e em discos externos foi considerada alarmante: há 14 mil ficheiros pornográficos. Jales pode ser mesmo um dos maiores predadores de sempre. A PJ diz que tem um comportamento predatório e compulsivo. Apesar desses indícios alarmantes, o juiz condenou-o a pena suspensa porque está convicto que «Jales irá controlar os seus instintos…». A revolta instalou-se nas redes sociais com a publicação de cartazes de alerta…mesmo antes da medida de controlo e denúncia das moradas dos predadores sexuais proposta pela ministra da Justiça entrar em vigor…

 

 

 

 

 

 

Henrique Jales está em liberdade. O funcionário da TVI que abusou de uma menor de 13 anos, em Abril do ano passado, foi condenado a cinco anos de pena suspensa, e já não regressou à cadeia onde estava preso há quase um ano. O colectivo de juízes do Tribunal de Santa Maria da Feira acreditou no arrependimento do arguido, de 43 anos, e está convicto de que irá controlar “os seus instintos”, apesar de admitir que o risco se mantém e que não há certezas de que o pedófilo não volte a abusar. O Ministério Público não sabe se vai recorrer. Inacreditável esta sentença que põe em causa toda uma investigação da PJ que conseguiu pôr a nú as actividades criminosas deste funcionário da TRVI que se servia do seu posto para aliciar e abusar de menores.É o próprio juiz, Jorge Castro, a referir: “Ninguém pode garantir que não volta a abusar, os impulsos sexuais para com menores persistem. Mas o tribunal está convencido de que hoje o arguido está arrependido, sabe que tal é errado e que não o pode voltar a fazer”,condenanado Jales por um crime de abuso sexual e dois de pornografia de menores. Mal ouviu a sentença, o pedófilo – que é ainda alvo de uma investigação, em Oeiras, por suspeitas de outros abusos – abraçou-se à família e saiu da sala a sorrir.

O facto de ter confessado, de não ter cadastro e de ter pago, de livre vontade, uma indemnização de mais de 20 mil euros à menor, foram algumas das atenuantes levadas em conta. O juiz salientou ainda que quando os abusos foram cometidos, a menor estava a dois meses de completar 14 anos – idade a partir da qual segundo a lei é admitido o consentimento -o que diminuiu a gravidade do crime. “Contra si, o arguido tem a sua personalidade, a impressionante facilidade com que nas redes sociais conheceu ao longo dos últimos anos menores e a atracção que sente pelas mesmas”, considerou o colectivo. Henrique Jales está obrigado a continuar as consultas no psicólogo.

 

TERÁ ALICIADO MAIS DE CEM JOVENS NA NET

Na sentença agora exarada, não foi tido em conta o facto de Jales, nas redes sociais, ser suspeito de ter  aliciado mais de 100 menores. Guardou em pastas no computador todas as conversas de conteúdo sexual e catalogou-as pelos nomes das vítimas. Adolescentes que seduziu dizendo que trabalhava na TVI. Em alguns casos conseguiu que enviassem fotos e vídeos em que surgem em práticas sexuais.

A PJ não conseguiu ainda perceber a extensão dos crimes. Sabe apenas que foram cometidos desde 2007, de norte a sul e nas ilhas, e que serão mais do que a dezena que inicialmente admitira. A quantidade de fotos e gravações que o predador possui no computador e em discos externos é alarmante: há 14 mil ficheiros pornográficos. Jales pode ser mesmo um dos maiores predadores de sempre. A PJ diz que tem um comportamento predatório e compulsivo.

ENCONTRAM FOTOS DA MENINA

Entre os mais de 14 mil ficheiros pornográficos que Henrique Jales tinha no seu computador estavam várias fotografias de Joana (nome fictício), a menina de quem abusou em Santa Maria da Feira, processo que foi agora julgado…e condenado a pena suspensa. Algumas das imagens em que a menor aparece despida foram tiradas no dia em que se encontraram e tiveram sexo.

A Polícia Judiciária tem também os registos do Hotel Ibis junto ao Europarque que comprovam que o pedófilo esteve em Santa Maria da Feira nas datas indicadas por Joana. Joana (nome fictício), violada por Henrique Jales e até agora a única vítima cujo caso chega a julgamento, revelou às autoridades que o predador a começou a contactar no Messenger. Rapidamente o pedófilo seduziu a menina de 13 anos, disse que gostava dela e pediu-lhe em namoro. Encontraram-se a 16 de Abril de 2011, e Henrique Jales manteve relações com a jovem no Audi A3 cinzento que lhe estava adstrito pela TVI. Às autoridades, Joana revelou que foi forçada a manter relações sexuais com o abusador. “Não queria, mas depois também não pedi para parar, tive medo da reacção dele”, contou à PJ a menor.

O predador perseguiu a adolescente nos dias seguintes. Voltou a estar com a menina a 25 de Abril. Aproveitou a ausência da mãe de Joana e convenceu a menor a abrir a porta de casa. Mais uma vez, houve sexo.


0 Responses to “PREDADOR SEXUAL DA TVI FICA EM LIBERDADE E A REVOLTA INSTALA-SE NAS REDES SOCIAIS”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: