17
Jun
12

LIVRO SUSCITA A REALIDADE CRUA DOS ACTUAIS TEMPOS: LEI É MANUAL DE DEFESA DE DELINQUENTES

Neste seu direito à indignação, o autor retrata a forma criminosa como empresários de pacotilha, com a cumplicidade de várias instituições acima de qualquer suspeita, destruiram os jornais o Diabo e O Crime e a vida profissional de trabalhadores que ali labutaram durante dezenas de anos. Mulher íntegra e incapaz de pactuar com este tipo de patifarias que inviabilizaram o património que criou, a jornalista Vera Lagoa deve ter dado muitas voltas no túmulo…

 

Despedir é do mais fácil que se pode fazer em Portugal. Basta deixar de pagar ou apenas informar verbalmente. Mesmo com contrato de trabalho assinado, a certeza é de que é possível «deitar fora pessoas» com toda a impunidade. Recorrer à Justiça começa pela elaboração de um processo, que pode demorar anos. Verá a empresa mudar de morada várias vezes, alterar a composição societária, alienar equipamento, dissipar património, numa sucessão alargada de ilicitudes e fraudes. «Ter o bom nome em Portugal e uma excelente reputação em Portugal é principalmente fruto do investimento na aparência, subvertendo nos actos todas as normas e regras instituídas, morais e legais». O texto é de Jorge Dias, autor do livro «O Lado Negro do Bom Nome», lançado esta sábado na FNAC, do CC Colombo, Lisboa,e que retrata, de uma forma fiel, concisa, pincelada de ironia, como a lei em Portugal pode ser um manual de defesa dos delinquentes. Um livro especialmente dirigido a empregados, desempregados, juristas, gestores e empresários em que o autor releva a sua própria experiência pessoal como trabalhador das empresas dos jornais o Diabo e O crime onde viveu um turbilhão de ilicitudes, de amoralidades, praticadas pelos proprietários, José Rebordão Esteves Pinto, viúvo da jornalista Vera Lagoa, e do antigo secretário de Estado da Comunicação Social, José Alfaia, administrador dessas empresas e o advogado contratado pelo primeiro, Santos Oliveira, que tudo têm feito, até manobrar decisões junto das várias instituições e ordens que deveriam estar acima de qualquer suspeita – como é o caso da Ordem dos Advogados cujo Conselho de Deontologia arquivou inexplicavelmente uma queixa de uma das vítimas deste processo de despedimento kafquiano só porque uma testemunha que era sua advogada faltou a duas inquirições na Ordem, a qual, veio mais tarde a saber-se, passou a trabalhar no escritório do causídico Santos Oliveira que patrocinava um dos arguidos.

«Se é patrão ou empresário, ponha-os na rua, não lhes pague, mude a morada da empresa, não se preocupe com a Justiça, confie na demora, falta às audiências em tribunal, faça a transmissão de estabelecimento e empobreça de forma abastada». Assim retrata este livro com a chancela das «Edições Esgotadas» os tempos tenebrosos que se vivem hoje em que,em nome da crise,se subvertem os mais elementares direitos dos trabalhadores e das pessoas, espezinhados por uma oligarquia ultra liberal que serve estes patrões despudorados que se alimentam como vampiros de um sistema que serve os seus interesses criminosos. Para meditar e…servir de alerta.

Anúncios

0 Responses to “LIVRO SUSCITA A REALIDADE CRUA DOS ACTUAIS TEMPOS: LEI É MANUAL DE DEFESA DE DELINQUENTES”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: