06
Jun
12

QUE JUSTIÇA É ESTA ? AUTORA DE VIOLENTO ASSALTO AO CINEASTA FONSECA E COSTA LIBERTADA PELO JUIZ DEPOIS DE «CAÇADA» PELA PSP

As cenas de assaltos, alguns mortais como foi o caso de uma cidadã italiana, roubos e venda de droga às escâncaras em plena rua, além de frequentes desacatos provocados por excesso de álcool, são cenas recorrentes nesta zona outrora centro de jornais e casas de fado e agora transformada num dos locais de farras noctívagas das gentes mais novas onde campeia a criminalidade violenta. O sr dr Juiz que libertou a assaltante que ia degolando Fonseca e Costa saberá o que se passa neste local? Ou saberá julgar a criminalidade violenta?

 A mulher de 41 anos detida pela PSP na madrugada de domingo, no Bairro Alto, em Lisboa, suspeita de ser uma das autoras do assalto violento ao cineasta José Fonseca e Costa, acabou por ser libertada. Caçada pela PSP, ao ser detectada entre carros estacionados naquele histórico bairro a verificar o espólio roubado – depois de o cúmplice ter deixado a vítima a esvair-se em sangue devido a um golpe de navalha junto ao pescoço – a assaltante foi presente ao juiz de instrução criminal. E, apesar da violência do assalto, acabou por ser libertada com a medida de coacção de apresentações periódicas na esquadra. Por capturar continua o bandido que anavalhou Fonseca e Costa depois de lhe dar um golpe de gravata feito com «mão de mestre»,como relata o próprio cineasta, atirando-o em seguida ao chão, pontapeando-o sem dó nem piedade. A brutal cena ocorreu a pouco mais de cem metros da residência desta figura destacada do cinema português, na rua João Pereira da Rosa… tudo para roubarem  um telemóvel e a carteira com 116 euros .

Em comunicado, a polícia explica que os agentes em patrulha na zona «ouviram diversos gritos de pânico e socorro» e viram uma mulher que tentava esconder-se num «local recatado», retirando «diversos objectos do interior de uma mala», a qual deixou no chão, e colocando-os no bolso das calças.

Perante esta atitude suspeita, os agentes abordaram a mulher, que disse ter encontrado a mala «caída» no chão. Já na esquadra, a suspeita foi identificada como sendo a autora do roubo de que tinha acabado de ser vítima o cineasta e a mulher de 55 anos que o acompanhava e que entretanto tinha ido apresentar queixa à PSP.

José Fonseca e Costa ficou espantado por a assaltante sair em liberdade, falando de uma tentativa de «homicídio frustrado». Culpa a Câmara de Lisboa pela insegurança que se vive naquela zona da cidade, que está transformada «numa lixeira, com ruas sujas, escusas e escuras que são uma tentação para os criminosos». O cineasta lamenta ainda a ausência da Polícia Municipal na rua onde mora, que está «abandonada e triste»..As cenas de assaltos, alguns com vítimas mortais como foi o caso de uma cidadã italiana, roubos e venda de droga às escâncaras em plena rua, além de frequentes desacatos provocados por excesso de álcool, são cenas recorrentes nesta zona onde outrora se situavam os principais jornais, e de casas de fado, agora transformado num dos locais de farras noctívagas das gentes mais novas, onde campeia a criminalidade violenta.


0 Responses to “QUE JUSTIÇA É ESTA ? AUTORA DE VIOLENTO ASSALTO AO CINEASTA FONSECA E COSTA LIBERTADA PELO JUIZ DEPOIS DE «CAÇADA» PELA PSP”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: