02
Jun
12

JOÃO PINTO ACUSA SPORTING NO JULGAMENTO EM QUE O EMPRESÁRIO VEIGA, É CO-ARGUIDO

Mais uma trapalhada neste «lodaçal» em que se transformou o desporto-rei cá do burgo. O que espanta é que com estes «pergaminhos», nos quais avulta,para além das suspeitas de fraude e branqueamento de capitais em que está a ser julgado,  a agressão com um murro no estomago ao árbitro argentino, Angel Sanchez, durante o Portugal/Coreia do Sul para o Mundial, João Pinto possa ter sido nomeado para um cargo de responsabilidade na FPFutebol, indo representar as cores portugueses  no Euro se bem que num cargo directivo.

João Vieira Pinto, a antiga estrela do futebol luso e actual director da selecção nacional tem uma queda natural para se meter em trapalhadas. Referimo-nos à conturbada separação com a ex-mulher, Carla,que terá envolvido até a contratação de detectives e carros com malas cheias de notas,pois viu a conta bancária ser congelada: mais tarde, para aliviar o espirito e abrir novos caminhos, recorreu a uma bruxa – por sinal,a mesma que deu umas consultas a Scolari e a um antigo guarda redes da selecção – que lhe terá sacado qualquer coisa como 250 mil euros depois de lhe ter exibido um ovo de onde saíram larvas…ao que dizia a senhora, que nunca mais deu sinal de vida em Portugal, era para expurgar os maus espíritos. Agora, foi acusado de fraude e branqueamento de capitais num processo de transferência do Benfica para o Sporting, em que são co- arguidos, o empresário José Veiga  e os dirigentes do clube leonino, Luis Duque e José Meireles ( que já deixou o clube). Na inquirição realizada ontem, sexta feira, por Helena Susano, presidente do colectivo de juízes da 6.ª Vara do Tribunal Criminal de Lisboa, João Pinto afirmou que o pagamento de impostos não o preocupou na altura em que a contratação ficou firmada e que “estava implícito que seria com valores líquidos”.

“Como jogador livre, após a rescisão com o Benfica, fiz um contrato de 5 milhões de euros (ME) com o Sporting. Chegámos a acordo que me seria pago um prémio de assinatura de 4 ME e, para mim, não havia dúvidas que esses valores eram o que tinha a receber”, disse.

João Pinto admitiu que assinou aditamentos para pagamento do prémio de assinatura em três prestações (as duas primeiras de 1 ME cada e a terceira de 2 ME) e revelou que a Sporting SAD lhe disse que o pagamento seria feito através de conta aberta pelo então futebolista no estrangeiro.

“O Sporting disse-me que pagaria menos impostos se eu tivesse uma conta no estrangeiro. Só pagava os 4 ME se eu abrisse a conta no estrangeiro”, referiu, acrescentando que “era indiferente” para onde era transferido o dinheiro.

O actual director da Federação Portuguesa de Futebol, que assegurou ter aberto uma conta no Banco Dexia, no Luxemburgo, negou também que tivesse tido qualquer “relação profissional com José Veiga”, igualmente arguido no processo, juntamente com Luís Duque e Rui Meireles, administradores da Sporting SAD na altura dos factos.

Na sessão desta sexta-feira, a quarta, à qual faltou José Veiga por se encontrar no estrangeiro, o ex-jogador de futebol vincou o vínculo de amizade que o liga ao empresário, pelo que salientou ter “pedido ajuda” ao agente FIFA.

Mais uma trapalhada neste «lodaçal» em que se transformou o desporto-rei cá do burgo. O que espanta é que com estes «pergaminhos», nos quais avulta,para além das suspeitas de fraude e branqueamento de capitais,  a agressão com um murro no estomago ao árbitro argentino, Angel Sanchez, durante o Portugal/Coreia do Sul para o Mundial, João Pinto possa ter sido nomeado para um cargo de responsabilidade na FPFutebol, indo representar as cores portugueses  no Euro se bem que num cargo directivo.


1 Response to “JOÃO PINTO ACUSA SPORTING NO JULGAMENTO EM QUE O EMPRESÁRIO VEIGA, É CO-ARGUIDO”


  1. 1 O amante dos 90 minutos
    Junho 3, 2012 às 5:34 am

    É o dinheiro… é a força dos que se apoiam nos amigos… este analfabetozinho que mal sabe dizer duas seguidas, mas que pode pagar almoçaradas e jantaradas, que pode receber e cativar no conforto e no luxo, tem e terá sempre amiguinhos ao lado.
    É figura pública, a senhora sua esposa também, tudo gente que vai a Fátima e aos fados, volta-não-volta, que as televisões dão tempo de antena, para o povinho aliviar as suas máguas psico-financeiras, e daqui a pouco tempo, com pézinhos de lã doce, temos cá um ditador qualquer, a pôr o rebanho em sentido.
    A minha alegria, não é a que vem dos golos, nem das vitórias alarves das claques e dos corruptos, mas sim a alegria que sinto dos amigos que tenho, dos que não sabem destrinçar um fora de jogo de uma falta xpto… Sabem sim, que o futebol é campo adorado por analfabetos do coirato, doentes mentais da camisola verde rubra e multicolor, dos xicos espertos das sades milionárias, dos frustados intelectuais do esférico, dos desiquilibrados amantes do caiscol, dos videntes que antes do jogo já sabem quem vai ganhar, dos respeitosos chefes de família que dedicam o fim de semana á taberna e ao esférico e que as suas queridas esposas, compensam-nos por essa dedicação, com umas poderosas taças em forma de chifres… pois quando ele está com os amigos a se divertir, ela TAMBEM aproveita esse tempo para deixar entrar uma bolas na baliza dela… OBRIGADO FUTEBOL POR DARES TANTAS ALEGRIAS, NAQUELES SANTOS 90 MINUTOS DE PURO PRAZER, A MIM COMO HOMEM, E A MUITA ESPOSA MAL AMADA DE FANÁTICOS QUE EM CASA, DIFICILMENTE MARCAM UM “GOLO”.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: