31
Maio
12

JUIZ SOLTA ELEMENTOS DE GRUPOS VIOLENTOS DE CLAQUES DESPORTIVAS CONDENADOS POR TRÁFICO DE DROGA

 

São sementes de violência que germinam, de forma impune, nos próprios estádios dos clubes que apoiam, perante o alheamento e até cumplicidade dos dirigentes desportivos desses mesmos clubes, não se percebendo como quilos e quilos de droga entram nessas instalações, tornadas palco privilegiado para o tráfico.  

 

Tem-se revelado inglório o trabalho efectuado pelas brigadas criminais da PSP na detecção dos focos de criminalidade nas claques de futebol. Soube-se hoje que um juiz da 5ª Vara Criminal de Lisboa suspendeu as penas de cadeia efectiva de cinco líderes da claque do Benfica «No Name Boys».Haviam sido condenados em 2010 por crimes como tráfico de droga, posse de arma ilegal e ofensas à integridade física no decorrer de uma operação que envolveu buscas às instalações no Estádio da Luz. Na leitura do acórdão da repetição de julgamento de sete arguidos, determinado pelo Tribunal da Relação de lisboa (TRL), o magistrado absolveu outro cabecilha ( Fábio Santos) da claque, entregando ao TRL a tarefa de determinar o cúmulo jurídico do único líder dos «No Name Boys que se encontra detido.

Esta notícia foi revelada um dia depois de ser conhecida a decisão do DCIAP de Lisboa de levar a julgamento 16 elementos da Juve Leo ( Sporting) e dois dos No Name Boys que se envolveram numa autêntica batalha campal, nas bancadas do Estádio Alvalade XXI, no decorrer do jogo Sporting/Benfica realizado a 21 de Fevereiro do ano passado. Foram lançadas bolas incendiárias sobre a polícia – um agente viu mesmo o colete  ficar envolvido em chamas, e teve de o tirar rapidamente para evitar queimaduras graves e  proteger os colegas, tendo os agentes de autoridade sido agredidos com cadeiras e paus, conforme as imagens documentaram. Uma investigação da PSP desencadeada em Setembro do ano passado com vistoria das instalações da Juve Leo junto ao estádio Alvalade XXI, antes do Sporting-Lázio, levou à apreensão de cinco quilos de droga, (tendo sido extraída uma certidão para o tráfico, a ser tratada num outro processo) além de soqueiras e engenhos pirotécnicos.

 O  acto de selvajaria que teve lugar no confronto futebolístico entre leões e águias – que se traduziu, para além das agressões a polícias, no apedrejamento de viaturas e pessoas na via pública –   levou os magistrados do DCIAP a acusar 18 elementos das claques dos dois clubes, relevando o despacho a «perda dos valores desportivos» e que as claques de futebol são fruto de um «crescimento desordenado» que leva à violência e destruição, referindo que as mesmas atacam «sob a capa de impunidade da actuação grupal». Mas eu diria mais: são fruto de andarem em «roda livre» nos clubes onde campeiam, protegidas por dirigentes, que se servem delas como escudos de protecção, para além, normalmente, de incentivarem o clube durante os jogos, manifestações de apoio que, volta e meia, conduzem a excessos. Por algum motivo, Pinto da Costa chegou ao tribunal onde iria responder no processo «Apito Dourado», depois de uma «escapadela» por terra de Espanha, convenientemente escoltado por elementos dos Superdragões; por algum motivo, Paulo Pereira Cristóvão, segundo foi relatado nos jornais, teve elementos da claque leonina ao seu lado no acto eleitoral e lembrou o poder que tem sobre a mesma quando se sentiu pressionado no Caso Cardinali, o juiz de linha alvo de uma tentativa de corrupção que levou a que o dirigentes leonino fosse constituído arguido; por algum motivo, Mário Machado, o líder dos skinheads, actualmente detido, frequentava o estádio do Sporting, especialmente o ginásio onde cuidava do físico para as suas malfeitorias.

São sementes de violência que germinam, de forma impune, nos próprios estádios dos clubes que apoiam, perante o alheamento dos dirigentes desportivos desses mesmos clubes, não se percebendo como quilos e quilos de droga entram nessas instalações,tornadas palco privilegiado do tráfico.

Anúncios

0 Responses to “JUIZ SOLTA ELEMENTOS DE GRUPOS VIOLENTOS DE CLAQUES DESPORTIVAS CONDENADOS POR TRÁFICO DE DROGA”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: