21
Maio
12

POLÍCIAS PRENDEM JUIZES SOLTAM…ASSIM VAI A NOSSA (IN)JUSTIÇA

                                                                                                    Nos últimos dias, verificaram-se duas situações que dão bem uma ideia de como é extraordinária a nossa justiça. Polícias prendem bandidos apanhados em flagrante em acções violentas e estes são soltos pelos juízes logo nas horas seguintes.Nem aquecem as algemas…

Primeiro caso: os dois suspeitos de sequestro, na quinta-feira, de seis pessoas na Musgueira, em Lisboa, ficaram em liberdade após o primeiro interrogatório judicial. Como medidas de coação, um dos suspeitos ficou sujeito a Termo de Identidade e Residência enquanto o outro está obrigado a apresentações periódicas às autoridades. Os dois homens, seguranças em discotecas de Setúbal, de 30 e 40 anos, foram detidos pelos agentes de Investigação Criminal da PSP, ao fim de pouco mais de meia-hora de conversações. Enquanto estas decorriam, mantinham as suas vítimas – um homem, quatro mulheres e uma criança, de 2 anos – em estado de choque, encostando-lhes revolveres à cabeça..

A dupla, armada, entrou, ao final da tarde de quinta-feira, num supermercado, na Rua Helena Vaz da Silva, no Bairro da Musgueira,Lisboa, refugiando-se nesse espaço depois de terem sido escorraçados por populares armados de paus e pedras, chegando a disparar vários tiros para o ar. Ao que tudo indica, tratou-se de um ajuste de contas e o alvo seria uma mulher, acabando por alvejar num pé uma pessoa que nada tinha a ver com os acontecimentos. Os suspeitos, detidos por posse ilegal de arma e sequestro, foram na sexta-feira ouvidos em tribunal no Campus da Justiça, em Lisboa. Acabaram por sair em liberdade com medidas de coação mais leves.

Segundo caso ocorrido na sexta-feira passada: dois assaltantes, de 17 e 19 anos, armados com catanas, lançaram o terror numa papelaria do centro comercial Assunção, em Cascais. Não esperavam  que um agente da PSP, de férias, estivesse num café do outro lado da rua. Alertou de imediato os colegas da esquadra mais próxima e a dupla de meliantes foi caçada…até ser solta pelo juiz do Tribunal de Cascais, que lhes aplicou como medida de coação, apresentações bissemanais à PSP.O que na prática, em casos semelhantes, significa o desaparecimento para parte incerta, até serem detidos numa outra acção criminal. É por estas e por outras, que se criam factores de desmotivação das forças policiais, «emparedadas» entre o dever de agir em defesa do cidadão e da segurança pública e as decisões surpreendentes de instâncias superiores judiciais, mais preocupadas em ressocializar do que punir exemplarmente os criminosos…provavelmente obedecendo a ordens superiores de não enviar mais delinquentes para as nossas superlotadas prisões, à beira da ruptura.


0 Responses to “POLÍCIAS PRENDEM JUIZES SOLTAM…ASSIM VAI A NOSSA (IN)JUSTIÇA”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: