08
Maio
12

UM DESENLACE PREVISÍVEL FACE À CAMPANHA DO GRUPO IMPRESA: «SUPERESPIÃO» ACUSADO PELO MP E MAIS DEMISSÕES NO SIS

…quem se tramou foi a imagem dos serviços secretos, achincalhados até ao tutano nesta «estória« de controlo empresarial,de violação de matéria em segredo de justiça, de vinganças pessoais e …estratégias ocultas..Hoje, quarta feira,o sempre bem informado «Expresso« sobre as questões das «secretas» revelava em primeira mão mais duas demissões no SIS: trata-se de João Bicho, promovido a diretor-adjunto em Julho de 2010 por indicação de Jorge Silva Carvalho, depois de ser responsável do Departamento África do SIED.

O seu nome é referido várias vezes na acusação, nomeadamente porque Jorge Silva Carvalho “expressou interesse, junto de João Bicho, em receber os relatórios elaborados pelo serviço de prevenção respectivo, o que aconteceu, diariamente, desde que deixou de exercer funções no SIED, até, pelo menos à data da realização de busca ao seu domicílio”.Diz o «Exprresso» que a compilação e o envio eram efectuados pelos funcionários do serviço diário de prevenção e enviados para Jorge Silva Carvalho, que os reencaminhava para várias pessoas da Ongoing “bem como a dirigentes do universo político-partidário”.

Francisco Rodrigues, diretor de Segurança, também caiu esta tarde. Era muito próximo de Silva Carvalho e também integrava a Loja Mozart, a loja maçónica que ligou vários elementos dos serviços secretos com elementos da Ongoing e alguns políticos do PSD e PS.

No verão passado, na sequência da investigação do Expresso, o diretor operacional do SIED João Luís já tinha sido exonerado. João Luís é agora um dos acusados neste processo, juntamente com Silva Carvalho e Nuno Vasconcelos.

As duas demissões noticiadas pelo Expresso ao final da tarde acabam de ser confirmadas num comunicado oficial do SIRP.Já era esperado este desenlace face à campanha de intoxicação em curso, principalmente levada a cabo pelo Grupo Impresa de Pinto Balsemão: o patrão da Ongoing, Nuno Vasconcelos e o «superespião», Jorge Silva Carvalho, foram acusados pelo MP de corrupção e arriscam-se a apanhar oito anos de cadeia. O ex-chefe dos serviços secretos e colaborador daquela empresa depois de deixar o SIS (da qual se afastou devido à campanha de que foi alvo) era suspeito de ter passado informações privilegiadas e foi acusado de um crime de corrupção passiva, três de abuso de poder, um de violação de segredo de Estado e um de acesso ilegítimo agravado. Ao responsável da Ongoing, foi imputado um crime de corrupção activa de a um outro director do SIS, João Luis, são atribuídos pelo MP três crimes de abuso de poder e um de acesso ilegítimo, isto depois de ter acedido, através da mulher, colaboradora da empresa Optimus, à facturação detalhada do telemóvel do jornalista Muno Simas

Durante meses – depois de estalar o litígio na Ongoing por via das negociações para a venda e troca de posições privilegiadas entre a Impresa e a Ongoing, que o grupo afecto a Pinto Balsemão levou a cabo uma campanha de desinformação obcecada contra a empresa de Nuno Vasconcelos, não se preocupando em afectar a imagem dos Serviços de Informação, atacando lobbies que pudessem fazer sombra à estratégia do Grupo Bilderberger que lidera em Portugal. O alvo central foi a figura de Jorge Silva Carvalho, um maçon ligado à Loja Mozart, ex-director do SIED ( Serviço de Informações Estratégicas de Defesa),o qual terá levantado muitos ódios de estimação quando deixou o SIED e passou para a Ongoing, levando na bagagem muitos segredos…  

Os métodos foram vários, até a divulgação de informações alegadamente em segredo de justiça acabaram divulgadas pelos meios do grupo Impresa respeitantes a um processo que o MP investigava e que só agora acabou em acusação.

Durante várias semanas, o Expresso , a «Visão» e a SIC lançaram para a praça pública pormenores do processo, como foi o caso dos ” ficheiros secretos do espião maçon», informações individuais de muitos notáveis que JSC teria guardado no seu smartphone ao deixar os serviços quando se tornou administrador da Ongoing, além de histórias amorosas, ligações a sites e apreciações pessoais de figuras relevantes da vida política, económica e social..A Ongoing chegou mesmo a repudiar  num comunicado interno as notícias que davam conta de alegadas ligações entre alguns membros da empresa e a Maçonaria.O grupo liderado por Nuno Vasconcellos apontou o dedo a Francisco Pinto Balsemão: «Somos vítimas do cumprimento da ameaça feita por Pinto Balsemão, na entrevista que concedeu à jornalista Cristina Ferreira, no jornal «Público», no passado dia 6 de Agosto, de que «a Ongoing há-de pagar»», escreveu o conselho de administração. «E estamos a pagar. Todos os dias, no constante ataque que a Impresa directamente nos faz ou, indirectamente, através das suas estruturas de influência».

«Sabemos que o que aí vem ainda será pior do que já passou. Os métodos e as manobras utilizadas têm tendência a densificar-se e a persistência contra nós terá tendência a agravar-se. Os sábados [data de publicação do semanário] constituem sempre um dia diferente, dada a surpreendente capacidade imaginativa e especulativa do «Expresso»», lia-se ainda no comunicado. Uma estratégia agora concretizada: o que aí vinha era, de facto, pior:vai acabar tudo na barra do tribunal!E as nossas «secretas«, que deveriam ser sobretudo…secretas pela sua espeficidade,sofrem um duro revés na sua credibilidade.Adivinha-se a mudança das peças na estrutura,talvez mais ao jeito do grupo Impresa…


0 Responses to “UM DESENLACE PREVISÍVEL FACE À CAMPANHA DO GRUPO IMPRESA: «SUPERESPIÃO» ACUSADO PELO MP E MAIS DEMISSÕES NO SIS”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: