21
Mar
12

ESCUTAS A VARA E SÓCRATES

Uma  «pérola» retirada das  escutas entre José Sócrates e Armando Vara. Leiam, apreciem e julguem…

Anúncios

22 Responses to “ESCUTAS A VARA E SÓCRATES”


  1. 1 p_joao.silva@iol.pt
    Março 22, 2012 às 10:09 am

    Não acredito que estas escutas são verdadeiras, mas se o forem, elas não dizem mais do que o óbvio.
    Tanta coisa para incriminar o Sócrates por todo o mal existente na nossa sociedade e o que se conclui é que ele soube que a Presidencia da República o andava a tramar com a invenção das escutas ao Cavaco, não interferiu no despedimento da MM Guedes (até pelo contrário… qualquer um sabe que isso pareceu encomendado por ter sido em vesperas de eleições).

    Visto à distância de uns anitos, o fulano foi bem f***** pelo PSD. E agora estamos nós a gramar com eles.

  2. 2 Carlos Dias
    Março 23, 2012 às 8:21 pm

    Se esta é a linguagem que a pretensa elite portuguesa usa para comunicar entre si, estamos esclarecidos dos motivos porque chegamos onde estamos. Deus nos valha!…

    • 3 Sérgio
      Setembro 10, 2014 às 10:31 am

      O valor das pessoas não reside na linguagem mas, sim, nos seus actos.
      Sobrevalorizamos os bem-falantes. Por isso é que chegamos onde estamos.

      • Setembro 18, 2014 às 10:36 pm

        Concordo consigo quando diz que o mais importante são os atos. Mas a alguém que nos governa pede-se alguma dignidade. Já os romanos diziam: à mulher de César não basta ser, também é necessário parecer…

    • 5 Francesco
      Setembro 10, 2014 às 11:03 am

      Concordo plenamente…

    • 6 Fernando
      Setembro 10, 2014 às 2:07 pm

      Como Terráqueos e Portugueses,seja qual for a camada social,a linguagem é Esta,quando não oficial,é claro.Qual a admiração?!

      • Setembro 18, 2014 às 10:40 pm

        Remeto-o para o meu comentário anterior e acrescento que, ao contrário do que possa parecer-lhe, há muita gente que não usa aquela linguagem na sua conversa corrente.

    • 8 Julio Sousa
      Setembro 11, 2014 às 2:47 pm

      Abomino estas falsas “puritanices”, de virgens ofendidas. Saiam dessa e digam logo ao que vêm!

      • Setembro 18, 2014 às 10:43 pm

        Para já estou longe de ser virgem puritana. Quanto ao que venho, responder-lhe-ei apenas que gostava de viver num país onde não me sentisse incomodado com a linguagem de certas pessoas que usam palavrões à frente de quem quer que seja, mesmo crianças (já não digo senhoras porque, infelizmente, muitas delas já aderiram a essa “moda”). Acha que não tenho esse direito?

    • 10 andre do rosario
      Setembro 12, 2014 às 11:53 pm

      não defendendo o coiro de ninguém, (nem o meu) qual não é o homem ou mulher que nas suas conversas não larga bojardas iguais ou piores do que se leu aqui.
      Acho que até o papa não se aguenta.

      • Setembro 18, 2014 às 10:47 pm

        É a sua perspetiva… Quanto ao papa, não sei. Mas asseguro-lhe, como já atrás disse, que ainda há muitas pessoas que não gostam de ouvir palavrões em qualquer contexto. Uma coisa é o palavrão usado entre amigos e colegas, outra, bem diferente, é usá-lo como linguagem corrente no seu dia-a-dia. Pode parecer-lhe estranho mas quando falo com a esmagadora maioria dos meus amigos (e felizmente tenhum alguns) raramente usamos palavrões. Daí o meu comentário…

  3. 12 Maria Guiomar dos Reis Godinho
    Setembro 10, 2014 às 1:56 pm

    São mais ordinários do que eu pensava , ordinários desonestos e com muita falta de vergonha

  4. Setembro 10, 2014 às 6:38 pm

    Reblogged this on Mito de Sísifo – Jorge Barbosa and commented:
    Segredo de justiça? Piada. Cada um tire as suas conclusões.

  5. 14 José Alves de Matos
    Setembro 10, 2014 às 8:22 pm

    «Estas escutas deveriam ser investigadas até ao ultimo pormenor. Aquando do começo das investigações ás escutas do Sócrates e Vara, ouve alguém da Procuradoria que protegeu e não quis investigar o Sócrates, quando o mesmo deveria de ser em conjunto com os restantes também investigado.

  6. 15 Jorge Carrilho
    Setembro 11, 2014 às 12:13 pm

    Politicos….. Tudo a mesma escória…… Puta que os fez a todos….

  7. 16 Steep
    Setembro 11, 2014 às 6:11 pm

    Realmente… ainda estou à espera que me mostrem uma escuta que incrimine Sócrates… o homem até de ser gay foi acusado pela nossa excelentíssima comunicação social.

  8. 17 João parracho
    Setembro 11, 2014 às 6:42 pm

    Eu, João, já nada me espanta. E de quem vem. No com mente . para mim é tudo verdade.

  9. 18 Luis Almeida Santos
    Setembro 11, 2014 às 9:32 pm

    se isto são as escutas, porque Jose Socrates não pediu que fossem publicas?????????

  10. 19 José Nogueira
    Setembro 12, 2014 às 12:27 am

    Se lerem bem estas escutas só estão a tentar ilibar o Socrates, além disso já se sabe que são falsas, não passa de uma brincadeira.
    Só quero que mostrem as verdadeiras escutas para verem o mafioso que é o Socrates, e para ele ir de finalmente fazer companhia ao Vara na cadeia!

  11. 20 João Lopes
    Setembro 12, 2014 às 1:01 pm

    Tirando a linguagem, que acredito que toda a gente use por vezes em privado, só se fica a saber que o Sócrates não é o corrupto que dizem!

  12. 21 Maria Mendes
    Setembro 15, 2014 às 9:33 am

    Quem tramou Roger Rabbit? Tirando a quantidade de vernáculos (o que não me choca de todo, pois isto era uma conversa particular, e como dizem no Porto, os palavrões são virgulas), conclui-se daqui que teria sido bom nunca lugar à divulgação destas escutas.

    Para quem está preocupado com a embalagem (linguagem), e não com o conteúdo deixo este texto de Millôr Fernandes:
    O nível de stress de uma pessoa é inversamente proporcional à quantidade de “foda-se!” que ela diz.
    Existe algo mais libertário do que o conceito do “foda-se!”? O “foda-se!” aumenta a minha auto-estima, torna-me uma pessoa melhor.
    Reorganiza as coisas. Liberta-me.

    “Não quer sair comigo?! – então, foda-se!”
    “Vai querer mesmo decidir essa merda sozinho(a)?! – então, foda-se!”

    O direito ao “foda-se!” deveria estar assegurado na Constituição.

    Os palavrões não nasceram por acaso. São recursos extremamente válidos e criativos para dotar o nosso vocabulário de expressões que traduzem com a maior fidelidade os nossos mais fortes e genuínos sentimentos. É o povo a fazer a sua língua. Como o Latim Vulgar, será esse Português Vulgar que vingará plenamente um dia.

    “Comó caralho”, por exemplo. Que expressão traduz melhor a ideia de muita quantidade que “comó caralho”?

    “Comó caralho” tende para o infinito, é quase uma expressão matemática.

    A Via Láctea tem estrelas comó caralho!
    O Sol está quente comó caralho!
    O universo é antigo comó caralho!
    Eu gosto do meu clube comó caralho!
    O gajo é parvo comó caralho!

    Entendes?
    No género do “comó caralho”, mas, no caso, expressando a mais absoluta negação, está o famoso “nem que te fodas!”.
    Nem o “Não, não e não!” e tão pouco o nada eficaz e já sem nenhuma credibilidade “Não, nem pensar!” o substituem.
    O “nem que te fodas!” é irretorquível e liquida o assunto. Liberta-te, com a consciência tranquila, para outras actividades de maior interesse na tua vida.
    Aquele filho pintelho de 17 anos atormenta-te pedindo o carro para ir surfar na praia? Não percas tempo nem paciência. Solta logo um definitivo:
    “Huguinho, presta atenção, filho querido, nem que te fodas!”. O impertinente aprende logo a lição e vai para o Centro Comercial encontrar-se com os amigos, sem qualquer problema, e tu fechas os olhos e voltas a curtir o CD (…)

    Há outros palavrões igualmente clássicos.
    Pense na sonoridade de um “Puta que pariu!”, ou o seu correlativo “Pu-ta-que-o-pa-riu!”, falado assim, cadenciadamente, sílaba por sílaba.
    Diante de uma notícia irritante, qualquer “puta-que-o-pariu!”, dito assim, põe-te outra vez nos eixos.
    Os teus neurónios têm o devido tempo e clima para se reorganizarem e encontrarem a atitude que te permitirá dar um merecido troco ou livrares-te de maiores dores de cabeça.

    E o que dizer do nosso famoso “vai levar no cu!”? E a sua maravilhosa e reforçadora derivação “vai levar no olho do cu!”?
    Já imaginaste o bem que alguém faz a si próprio e aos seus quando, passado o limite do suportável, se dirige ao canalha de seu interlocutor e solta:
    “Chega! Vai levar no olho do cu!”?
    Pronto, tu retomaste as rédeas da tua vida, a tua auto-estima.
    Desabotoas a camisa e sais à rua, vento batendo na face, olhar firme, cabeça erguida, um delicioso sorriso de vitória e renovado amor-íntimo nos lábios.

    E seria tremendamente injusto não registar aqui a expressão de maior poder de definição do Português Vulgar: “Fodeu-se!”. E a sua derivação, mais avassaladora ainda: “Já se fodeu!”.
    Conheces definição mais exacta, pungente e arrasadora para uma situação que atingiu o grau máximo imaginável de ameaçadora complicação?
    Expressão, inclusivé, que uma vez proferida insere o seu autor num providencial contexto interior de alerta e auto-defesa. Algo assim como quando estás a sem documentos do carro, sem carta de condução e ouves uma sirene de polícia atrás de ti a mandar-te parar. O que dizes? “Já me fodi!”
    Ou quando te apercebes que és de um país em que quase nada funciona, o desemprego não baixa, os impostos são altos, a saúde, a educação e … a justiça são de baixa qualidade, os empresários são de pouca qualidade e procuram o lucro fácil e em pouco tempo, as reformas têm que baixar, o tempo para a desejada reforma tem que aumentar … tu pensas “Já me fodi!”

    Então:

    Liberdade,
    Igualdade,
    Fraternidade
    e
    Foda-se!!!

    Mas não desespere:

    Este país … ainda vai ser “um país do caralho!”

    Atente no que lhe digo!

  13. 22 Carlos Neves
    Setembro 15, 2014 às 10:30 pm

    Todos estes políticos são uma autêntica choldra……PS-PSD-CDS….quando nos livraremos desta CORJA????


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: