10
Mar
12

INSPECTOR DO CASO MADDIE CAI EM ARMADILHA – SUSPEITA-SE DE ALGUÉM LIGADO À CAUSA DOS MCCANN PARA DESACREDITAR PJ

Segundo o «CM» de hoje, sábado, um inspector que investigou o desaparecimento da menina inglesa no Algarve terá sido vitima de uma armadilha na Internet. Uma mulher que se apresentou como modelo norte-americana tentou seduzi-lo através do Facebook e as conversas, incluindo algumas inconfidências sobre a investigação do processo Maddie, foram parar à imprensa inglesa que ao longo destes anos tem apostado em denegrir o trabalho realizado pela polícia portuguesa. O inspector responde agora num processo disciplinar por estar em causa a violação dos deveres de funcionário. Cá para mim – e o jornal levanta essa hipótese – a tal modelo ( que parece nunca ter existido tendo sido usada uma falsa imagem de uma mulher atraente para fazer o inspector morder o «isco») foi mais uma armadilha criada por alguém ligado á causa dos pais de Maddie tendo em vista desacreditar a policia portuguesa. E logo numa altura em que surgem notícias de que o caso vai ser  retomado, agora em conjunto entre a PJ do Porto e a Scotland Yard.Mas a principal «armadilha»  foi o afastamento  do inspector Gonçalo Amaral que liderou a investigação, ao denunciar o envolvimento dos pais da menina no seu desaparecimento, isto depois de cães ingleses terem detectado odor a cadáver no quarto onde dormia e onde foi vista pela última vez  e no carro onde o corpo supostamente foi levado para parte incerta.

«Ocrimedigoeu» já publicou pistas nunca desenvolvidas sobre este mistério, nomeadamente, revelações feitas por Gonçalo Amaral sobre o desaparecimento de uma manta que habitualmente cobria Maddie e que a Polícia chegou a fotografar e que desapareceu do quarto depois do seu rapto (?) e que, segundo o ex-inspector, pode ter sido usada numa cerimónia fúnebre como mortalha.Sublinhe-se que os MccCann eram habituais frequentadores de uma capelinha situada na Praia da Luz e que até conseguiram ficar com a chave da mesma para poderem meditar mais à vontade.

AINDA OS PATROCÍNIOS AO CONGRESSO DO MP: SOCIALISTAS QUEREM ESCLARECIMENTOS

Os deputados socialistas estão indignados e querem questionar os patrocínios de Montepio, BES, CGD, BPI e Império Bonança ao congresso dos magistrados do Ministério Público (MP)  caso que o «Crimedigoeu» tratou ( ver arquivo).Bancos que estão a ser investigados –  BES e da Caixa Geral de Depósitos . figuram nos «altos patrocínios» deste congresso do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público,um facto que levantou muitas criticas e interrogações sobre a isenção e transparência que devem nortear os actos futuros destes magistrados.

O  foco dos socialistas poderá ser o artigo 163º do Estatuto do Ministério Público, que diz que são “infracção disciplinar os factos, ainda que meramente culposos, praticados pelos magistrados do MP com violação dos deveres profissionais e os actos ou omissões da sua vida pública, ou que nela se repercutam, incompatíveis com o decoro e a dignidade indispensáveis ao exercício das suas funções”.

POLÍCIAS QUE SÃO…CRIMINOSOS

Começa a ser alarmante os casos de polícias envolvidos com…criminosos…uma moda muito recorrente em outras paragens, por exemplo, no Brasil.

Dois agentes da PSP foram detidos ontem numa operação da Unidade Nacional de Contra-Terrorismo (UNCT) da Polícia Judiciária (PJ), por envolvimento com uma rede criminosa de romenos composta por 26 elementos que roubavam casas, empresas, escolas e lojas de norte a sul do País. Os dois polícias, do Comando Metropolitano de Lisboa, foram apanhados em escutas, a negociar com elementos do gangue a receptação de material roubado, principalmente equipamento informático.

Ainda na quinta feira passada, o agente da PSP, Mário Ferreira ( na foto, a sair da carrinha celular), que assassinou o cunhado em Vale Geisseiro, Alenquer, foi condenado a uma pena de dez anos e três meses de cadeia, pelos crimes de homicídio e profanação de cadáver. O tribunal não considerou credível os argumentos apresentados pelo arguido de que o seu familiar morreu aio cair e embater numa pedra do jardim, versão desmentida no acórdão, que releva a violência das lesões provocadas na sequência de uma cena de violência doméstica em que o agente policial interveio para defender a irmã.

E, recorde-se, foram as próprias brigadas anti-crime da  PSP a desencadear uma operação que levou à descoberta no ano passado de vários casos de corrupção, tráfico, extorsão e segurança ilegal envolvendo o chefe e  agentes da esquadra de Cascais.

.JÁ NEM OS CANHÕEDS ESCAPAM À LADROAGEM ÀS ARMAS, ÀS ARMAS…
Dois dos três canhões do fortim do Palácio do Sobralinho, em Vila Franca de Xira, foram furtados durante a noite, no último fim de semana. Os responsáveis pelo Palácio só deram pelo furto na segunda-feira, altura em que a Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, responsável pelo espaço, apresentou queixa na PSP de Alhandra. Pois é, o país está a saque e já nem sequer os canhões escapam…provavelmente estão agora a ser comercializados pelos rapinadores de arte bem longe de Portugal…Às armas, às armas, contra a ladroagem marchar…

– in “Expresso”, edição online.

Anúncios

0 Responses to “INSPECTOR DO CASO MADDIE CAI EM ARMADILHA – SUSPEITA-SE DE ALGUÉM LIGADO À CAUSA DOS MCCANN PARA DESACREDITAR PJ”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: